domingo, 13 de dezembro de 2015

Derrotar os ajustes de Colombo/Deschamps e ALESC


Nesta terça e quarta-feira tod@s nós professores temos uma grande tarefa: impedir a votação do novo plano de carreira e o nova lei dos ACTs que será votado nesta semana na ALESC.
Os deputados, como visto durante toda a semana passada, estão comprometidos com o Governo e votarão a favor dos projetos que retiram direitos dos trabalhadores em educação, assim como fez com todos os servidores públicos.

Porém temos a possibilidade de nesta semana impedir esses ataques.

TOD@S A ALESC.


sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Servidores unidos para derrotar Colombo.

Mais uma vez o governo do estado se utiliza de sua maioria na Assembleia Legislativa para, quase no final do ano, enviar uma série de projetos que retiram direitos dos servidores públicos, sem nenhum debate e esclarecimentos sobre seus conteúdos. 
Este ano isso ocorre de forma ainda mais prejudicial aos servidores, pois além da retirada de direitos, como no caso da modificação do plano de carreira do magistério e a nova lei dos ACTs, (projetos de lei 517 e 518/2015), ainda prevê a retirada de parte do salário dos servidores, como no caso do projeto que aumenta a alíquota de desconto previdenciário. (Projeto de lei complementar 041/2015).
Apesar disso, os servidores públicos estão organizados e resistindo aos ataques do governo, como no caso da mobilização e assembleia estadual unificada, realizada no último dia 01/12, onde obtivemos uma primeira e importante vitória, que foi a não apreciação dos projetos na Comissão de Constituição e Justiça da ALESC.
Mas para que possamos barrar definitivamente estes ataques do governo, precisamos manter e intensificar a mobilização de TODOS os servidores públicos estaduais, e para isso convocamos todos para paralisação das atividades na próxima terça, dia 08/12/2015, com concentração na ALESC a partir das 09hs, para acompanhar as reuniões das comissões e as discussões sobre os projetos do governo que retiram direitos dos servidores.

Programação:

09hs: Concentração na ALESC,

13hs: Assembleia Estadual Unificada dos Servidores 

Públicos Estaduais, na praça da bandeira.


Leve sua camiseta do Basta Colombo, cartazes e faixas. 


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A HORA É AGORA!!!


TOD@S À ALESC.


LIGUE PARA O SINTE E GARANTA SUA VAGA.
MANDE A LISTA DOS PROFESSORES DE SUA ESCOLA PELO E-MAIL: sinte.joinville@yahoo.com.br 

QUANDO: Dia 1º de Dezembro 3ªFeira
ONDE: ALESC/Floripa
HORAS: Às 9h

 Saída do ônibus do estacionamento do Centreventos.


sábado, 21 de novembro de 2015

TOD@S À ALESC PARA IMPEDIR OS ATAQUES DE COLOMBO/DESCHAMPS

O SINTE/SC está convocando todos/as os/as trabalhadores/as em educação de SC para estarem na Assembleia Legislativa, na terça-feira, dia 24/11, a partir das 9 horas da manhã para acompanhar a tramitação do SCPREV nas Comissões de Trabalho e Serviços Públicos e Finanças e Orçamentos. O projeto já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça na semana passada.

No período da tarde vamos acompanhar a votação no plenário do Plano Estadual de Educação – PEE, este já aprovado em todas as comissões sem nenhuma emenda proposta pelos/as trabalhadores/as e movimentos sociais acatadas pelos parlamentares.

Também será feita a leitura dos projetos da nova Lei dos ACTs, que disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado, Projeto de lei que dispõe sobre o quadro de pessoal do magistério público estadual instituído pela Lei Complementar 1139/92 (Plano de Carreira) protocolado pelo Governo do Estado no último dia 19/11 na ALESC.

No dia 25, quarta-feira, provavelmente esses dois projetos começarão a tramitar nas comissões internas ALESC. É preciso impedir todo esse processo e garantir os poucos direitos que ainda temos. Dessa forma PRECISAMOS ESTAR PRESENTES DURANTE TODA A SEMANA NA ALESC.

Vamos à ALESC com faixas, cartazes e camisetas para protestarmos contra os projetos que retiram nossos direitos e prejudicam a nossa categoria. Pedimos ainda, que todos os professores mobilizem os aposentados, pois o projeto atinge a todos/as.

É preciso estarmos mobilizados e preparados para a grande paralisação para impedirmos a votação do Plano de Carreira na ALESC!

A luta só está começando mobilize sua escola!!!




quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Jantar de final de ano do SINTE

Muita luta ainda está por vir. 

O ano está acabando, confraternizar e dividir os momentos de alegrias que tivemos este ano é essencial para seguirmos na luta cada vez mais com unidos.

Data: 28 de Novembro de 2015 - Sábado
Horário: 20 horas
Local: Restaurante Paulinho Rocha
End: Marechal Cândido Rondon, 487 - Guanabara

Cardápio:
- Costela Assada;
- Estrogonofe de frango;
- Linguicinha;
- Saladas e guarnição completa.

Profess@r, seu jantar é por nossa conta!
Bebidas a parte.

Acompanhantes -
R$ 28,00 Adulto
R$ 15,00 Criança

Confirme sua presença até o dia 26/11!

Participe do Jantar de final de Ano do Sinte.
Sua presença é fundamental. 




terça-feira, 10 de novembro de 2015

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

NEGOCIAMOS MAS NÃO LEVAMOS

EM RESPOSTA AS DECLARAÇÕES DO GOVERNO AO ND

Em mais uma de suas declarações, desta vez para o Jornal Notícias do Dia, do dia 23/10, o Secretário da Educação Eduardo Deschamps tenta justificar a proposta do governo sobre o Plano de Carreira do Magistério Público Estadual, contudo, sem a ouvir a contrapartida dos trabalhadores/as, tal veículo de comunicação, em nossa opinião, tornou-se no mínimo tendencioso.

O secretário afirma que após a greve nas rodadas de negociação o governo cedeu ao sindicato em vários pontos, como a manutenção do nível médio na carreira, a equivalência do/a professor/a ACT (Admitidos em Caráter Temporário) nos níveis iniciais de carreira bem como a diferença de 50% entre o/a professor/a efetivo/a com nível superior e o médio.

Quanto à negociação, o sindicato e o governo acordaram com uma agenda que iniciaria no dia 06 de junho e não deveria ultrapassar os 60 dias, no entanto, se arrastaram até o dia 10 de setembro. Como se isto não bastasse, os pontos mais importantes do processo de negociação que haviam sido acordados na mesa como os percentuais entre os níveis e referências, os percentuais de reajuste anual que contemplariam a dispersão, prazos e valores a serem pagos até 2018, foram totalmente modificados.

No que se refere a manutenção do nível médio na estrutura da carreira a proposta do governo era criar uma tabela paralela para os/as profissionais de nível médio e licenciatura curta colocando-os/as em uma carreira em extinção, uma manobra que atingiria basicamente os/as aposentados/as e desta forma o governo não reconheceria mais a lei do piso, pois a mesma estabelece como parâmetro de carreira os/as profissionais de nível médio. Assim estaria desobrigado que sua aplicação fosse feita na carreira.

Quanto aos/as ACTs a proposta do governo era a sua contratação como horistas, ou seja, seriam pagos por aula ministrada e instituía um abono por produtividade. Por isso, estes/as profissionais que já trabalham em situação precária teriam seus salários diminuídos e sua situação seria ainda mais complicada.

O SINTE/SC defende os direitos de todos/as os/as trabalhadores/as em educação, não importa qual sua situação funcional, pois entendemos que todos/as fazemos parte do processo educativo e não podemos permitir que sejamos tratados/as de forma diferenciada.

A estrutura da tabela que estabelece o percentual de 50% entre os níveis médio e superior é o mínimo que podemos aceitar, uma vez que a LDB estabelece que só podem participar de concurso de ingresso profissionais que tenham curso superior. Esta é uma forma de garantirmos melhor qualidade em nossa educação e termos profissionais com formação específica na área em que atuarão. Lembrando também que seguimos na linha do que está sendo discutido nacionalmente para as diretrizes de carreira do magistério.

Na questão da incorporação da regência de classe o secretário afirma que o piso deveria ser o menor salário a ser pago pelo estado e que não é possível fazer a descompactação sem a incorporação da regência. Esquece o secretário que as políticas de governo em Santa Catarina, nunca tiveram como prioridade valorizar o magistério.  O que sempre foi feito foi um arranjo de penduricalhos, para economizar verbas, sem que em nenhum momento fosse estabelecida uma política salarial que elevasse o valor do piso inicial e valorizasse os/as trabalhadores/as da educação.

Agora, o governo quer usar o que temos para aumentar nominalmente o valor inicial do salário e assim se abster de aplicar o reajuste anual do piso. Seu objetivo principal é deixar de dar reajuste aos profissionais em início de carreira até que o valor do piso atinja os R$2.397,00. Por isso entendemos que esta proposta sequer deveria cogitada.

A fala do secretário quando se refere à criação de dois novos níveis na tabela para incentivar profissionais em condições de aposentadoria a continuarem trabalhando, beira ao ridículo, uma vez que na realidade estes/as trabalhadores/as só permanecerão na ativa porque não será levado em consideração seu tempo de serviço no enquadramento na nova carreira. Desta forma serão obrigados/as a trabalhar mais tempo para poder alcançar o final da carreira ao se aposentarem, a nosso ver isto não é incentivo é castigo.

O governo consolidou o plano que lhe interessa, mas não interessa a categoria, não aceitaremos uma proposta cujos percentuais estão muito abaixo do que é justo e os prazos de implementação são mais longos que o carnê das casas Bahia.




quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Colombo volta a Atacar o Magistério.

TOD@S À ALESC DIA 03 DE NOVEMBRO.

Como prevíamos, o Governo Colombo/PSD e Deschamps seguem atacando o magistério. 
Como prometido em outras oportunidades o Governador enviará nesta semana o Novo plano de carreira do magistério a ALESC para ser votado nas próximas semanas em regime de urgência.

Na última assembleia do Sinte, no dia 21 de outubro a categoria rejeitou este PL.
É hora mais uma vez do magistério mostrar sua força e barrar esse ataque, a exemplo do que foi a MP 198 que previa rebaixar os salários dos professores ACTs e a categoria impediu sua tramitação. 

TOD@S À ALESC BARRAR OS ATAQUES DO COLOMBO/DESCHAMPS
NÀO AO NOVO PLANO DE CARREIRA QUE CONGELA NOSSOS SALÁRIOS. 


FONTE: Diário Catarinense dia 28-10-2015

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Reunião de Representantes Ampliada


REUNIÃO DE REPRESENTANTES
DE ESCOLA AMPLIADA.

NESTE SÁBADO 17, ÀS 14:30h NO SINTE. 

CONVERSE COM OS COLEGAS E PARTICIPE. 

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Professor da EEB Dom Gregório é agredido.

Os professores da EEB Dom Gregório Warmeling em Balneário Barra do Sul, lançaram nota sobre a agressão sofrida por professor da escola. 
O Sinte Joinville se solidariza aos professores da Escola e fará toda ação necessária para auxiliar o professor. 
Segue nota dos professores.


CHEGA DE VIOLÊNCIA. NÃO NOS CALARÃO!!!
Nota pública dos Professores da EEB Dom Gregório Warmeling acerca do ato de violência contra professor.

A violência a que estamos submetidos diariamente extrapola qualquer limite. Carga horária extenuante, condições precárias de trabalho, falta de espaços adequados para realização de nossas aulas e um longo “etc” fazem parte de nosso cotidiano.
Para além disso, muitas vezes sofremos (e não existe outra palavra para isso) com a violência psicológica e verbal que as mazelas sociais nos impõe.
Nesta sexta-feira fomos surpreendidos com a notícia de que um professor foi agredido fisicamente por fazer críticas em sala de aula sobre os recursos destinados a educação pelo FUNDEB e por comentários políticos acerca dos salários parcelados dos servidores do município.
É inadmissível que isso aconteça nos dias de hoje, NÃO ACEITAMOS E NÃO ACEITAREMOS qualquer tipo de intimidação por conta de posicionamentos de qualquer professor de nossa unidade escolar. Não vivemos em uma ditadura, problemas e opiniões podem e devem ser abordados em sala de aula. Todas as opiniões devem ser debatidos a exaustão. A violência nunca deve ser um método de argumentação. Uma agressão a um é uma agressão a todos nós.
            Ao professor todo nosso apoio e solidariedade!
Ao agressor todo nosso desprezo e repúdio e que seja devidamente punido!

Professores da EEB Dom Gregório Warmeling, 02 de Outubro 2015.

Assembleia Estadual


Professores do PENOA são demitidos

Sabemos que faltam professores por todo Brasil. Dados mostram um déficit de mais de 150 mil professores no país. Resultado da não valorização profissional histórica por parte dos diversos governos nos últimos anos, tanto na esfera federal quanto na estadual e municipal e o consequente desinteresse da juventude em procurar cursos de licenciatura. 

Em Joinville vários professores do PENOA foram dispensados de seus contratos no início de setembro por não possuírem formação específica (habilitação em pedagogia ou matemática). A GERED afirma que esses professores "não podem continuar atuando" e ainda "no caso de não ter professor habilitado, a escola ficará sem professor"

Em outras palavras, é preferível os estudantes ficarem sem atendimento pelo PENOA

A grande questão é: A própria gerência contratou através de chamada pública no início do ano os professores não habilitados. Porque essa mudança repentina agora? Apesar de parte das direções escolares apresentarem justificativas que o trabalho está sendo feito. Outro questionamento importante a se fazer é: a famigerada lei do ACT 456, prevê a dispensa de professores neste caso? Ainda: Porque a exigência de habilitação específica ao PENOA e não para o ensino regular? 

Tais questionamentos nos fazem pensar que seja uma clara economia por parte do Estado, corte de gastos onde não faz sentido. 

A Secretaria de Educação (SED) precisa rever esses casos e recontratar os professores.





terça-feira, 6 de outubro de 2015

Após denúncia do Sindicato, vagas irão para escolha

Foto: Notícias do Dia
Após denúncia do Sinte Joinville três professores que foram contratados de forma irregular na escola Felipe Schmidt (São Francisco do Sul) foram dispensados, e as vagas serão ofertadas na chamada pública amanhã quarta-feira (07/10).

Essa foi a primeira resposta da Gerência de Educação, o que confirma que os contratos foram feitos de forma irregular caracterizando fraude no processo de seleção, sendo que essas vagas eram ocupadas por parentes da diretora Fátima Regina Martins Siebers.

No processo de escolha, as três vagas abertas com a dispensa destes professores já estão publicadas no sistema. São três vagas para segundo professor.

O Sinte deixou claro para a Gerência de Educação que a categoria espera que todos os envolvidos sejam responsabilizados pelos seus atos, para que situações como estas não se repitam, garantido assim a lisura no processo.


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Denúncia de Irregularidades em escola de São Francisco do Sul

Na última terça-feira (28/9), em reunião com a gerência de Educação, o Sinte Joinville apresentou denúncias de irregularidades praticadas na escola Felipe Schmidt de São Francisco do Sul.

A reunião foi marcada a partir de uma denúncia feita por trabalhador em educação que se sentiu prejudicado pela diretora da escola, Fátima Siebers.

A denúncia se faz no tocante a atos de improbidade administrativa que atentam contra os princípios da administração pública, no sentido de negar publicidade aos atos oficiais, no caso em específico, de beneficiar servidores, não respeitando o edital do processo seletivo em relação à escolha de vagas e chamada pública.

Além disso, várias outras situações têm sido relatadas sobre uma conduta irregular na entidade pública, entre elas, assédio moral, intimidação e perseguição.

O Sinte apresentou todas as denúncias verbais e documentos à gerência, sendo determinado um prazo de quinze dias para que as providências sejam tomadas. A gerente de educação, Profª Dalila Leal, se comprometeu em responder formalmente a entidade sindical.

Além disso, o sindicato também encaminhará a denúncia ao Ministério Público, acompanhado de toda documentação.

A escola pública é um patrimônio da comunidade e cabe ao sindicato fazer a defesa diária deste bem.
Estamos de olho!

Eleição para o Conselho Tutelar

Neste ano a cidade de Joinville realizará eleições para o Conselho Tutelar.

É a primeira vez que isso ocorre no modelo de votação aberta à população, antes votavam apenas entidades sociais. Portanto, todos os que tem título de leitor poderão participar!

Entendemos que este espaço de participação é essencial! Como cidadãos interessados no bem da sociedade, é muito importante que participemos deste processo.


As eleições serão realizadas no dia 4 de outubro, das 9h às 17h, no Terminal Urbano Central.

Para votar é preciso ter em mãos o título de eleitor e documento com foto.


Como a cidade de Joinville tem dois Conselhos Tutelares, o Norte e o Sul, os eleitores poderão votar no conselho que faz parte da sua região, ou seja, aqueles que residem no Norte votam em candidatos do Conselho Tutelar Norte. E aqueles que residem no Sul votam em candidatos do Conselho Tutelar Sul.


Acompanhe a campanha pelas redes sociais, conheça os candidatos e no dia 4 de outubro, compareça ao Terminal Urbano Central para votar.

Para quem vota no Conselho Tutelar Norte, apresentamos como candidata a professora Fernanda – nº 15, pessoa de luta e atuante nos movimentos sociais desta cidade.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Café dos Aposentados

Nesta sexta-feira, dia 25 teremos o café dos aposentados. 
Participe. 


segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Marcha dos Trabalhadores e Trabalhadoras

O SINTE Jlle, participará da marcha dos trabalhadores e trabalhadoras neste próximo dia 18 em SP, chamada por mais de 30 entidades do movimento sindical e popular. 

É hora de colocar o time d@s trabalhador@s em campo e contrapor as marchas do dia 16 da direita e do dia 20 que foi em defesa do governo.
Quem tiver interesse em ir a São Paulo, pode ligar para o sinte e deixar o nome.

A Marcha tem como principais bandeiras:
- Denunciar as políticas de ajustes fiscais do governo Dilma/PT;
- Dizer claramente que a alternativa não é PSDB, PT nem PMDB;
- E construir uma alternativa de luta dos trabalhadores. 




sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Seminário sobre o Plano de Carreira

Atenção! 
Nesta próxima quarta-feira, dia 16 de setembro às 14h. será realizado o Seminário Regional sobre o Plano de Carreira, no auditório do SINSEJ (Rua Lages, 84).
Participe.

O Que: Seminário sobre o Plano de Carreira
Quando: Quarta-feira, dia 16 de setembro. 
Onde: Auditório do SINSEJ (Rua Lages, 84)
Horário: 14h.


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Processo seletivo de professores ACTs

A Secretaria de Estado da Educação abre, nesta terça-feira, 08, as inscrições para o processo seletivo de Professores Admitidos em Caráter Temporário (ACTs), para atuação nas escolas da rede estadual durante o ano letivo de 2016. A inscrição deverá ser feita exclusivamente pela internet no site http://www.acafe.org.br até dia 07 de outubro de 2015.

Os professores interessados podem se inscrever na educação básica, nos níveis de ensino Fundamental e Ensino Médio, nas modalidades de Educação de Jovens e Adultos, Educação em Espaços de Privação de Liberdade (Unidades Prisionais, Unidades Socioeducativas e Centros Terapêuticos), Educação Escolar Quilombola, Educação Especial e Casa Familiar Rural. Os professores também podem se inscrever na Educação Profissional para atuação nos Centros de Educação Profissionais (CEDUPs).

A Diretoria de Gestão de Pessoas (DIGP) informa que o cronograma inicia este mês, com a entrega de documentos para a prova de títulos, a prova objetiva acontecerá dia 29 de novembro de 2015 e a divulgação do resultado final será dia 15 de janeiro de 2016. Os professores podem se inscrever para a Educação Básica em uma ou duas áreas, e para uma ou duas disciplinas. Caso a opção seja para a Educação Profissional, podem se inscrever para uma ou até três disciplinas, dependendo da habilitação.

Documentação relativa ao processo - Clique Aqui

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Agenda Sindical.

Os últimos acontecimentos no Brasil têm demonstrado que vivemos um importante momento de nossa história e da luta de classes. Os governos enfrentam crise econômica e política, casos de corrupção sacodem o país, greves dos trabalhadores no serviço público federal e das montadoras de automóveis. No primeiro semestre tivemos também diversas greves no funcionalismo público Estadual, principalmente na categoria de trabalhadores em Educação, SP, SC e PR, para exemplificar alguns. 

As greves e paralisações tem demonstrado que somente através do enfrentamento é que conseguiremos resistir aos planos de "austeridade" dos governos estaduais e federal.

Desta forma precisamos organizar nosso setor para grandes enfrentamentos no próximo período. O Sinte Joinville realizará importantes atividades. 

Os Planos Municipais de Educação tem sido votados sem maiores problemas, exceto em Joinville onde os vereadores enfrentaram a oposição de grupos organizados que reivindicavam a manutenção dos temas de: diversidade de gênero, igualdade racial e orientação sexual. No próximo dia 1º e 2 de setembro será a votação do Plano Estadual de Educação. 

Teremos o grito dos excluídos no desfile de 07 de setembro no qual o Sinte participará juntamente de outras entidades. 

Também em setembro no dia 16, às 14h. promoveremos o Seminário sobre o Plano de Carreira do Magistério, no qual discutiremos as medidas que o Governo Colombo quer implementar para nosso setor. 


Votação do Plano Estadual de Educação.
Na ALESC em Florianópolis no dia 02 de setembro
Saída do ônibus às 6:00 do Centreventos. 

Grito dos Excluídos. Dia 7 de Setembro a partir das 9h na Avenida Beira Rio e a tarde atividades no centro de Jlle.

Seminário sobre Plano de Carreira do Magistério.
Dia 16 de Setembro às 14h. 
Local a confirmar.


Compareça, prestigie e acima de tudo venha para a luta na defesa de nossos direitos.