Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Governo do Estado fecha turmas em Joinville

Com a desculpa da reorganização escolar para o Ensino Médio, o governo do Estado decidiu fechar turmas em várias escolas de Joinville.

Entre os alvos da medida do governo estadual, estão as escolas Elpídio Barbosa, no Costa e Silva, Guilherme Zuege, no Rio Bonito, Rodrigo Lobo, no Jardim Sofia e Felipe Schmidt, em São Francisco do Sul. Os 180 alunos que estudam no prédio da E.M. Prefeito Wittich Freitag, no bairro Aventureiro, também serão afetados pela decisão. Outras 16 escolas também estão programadas para fechamento do período noturno. “Tudo isso sem abrir diálogo com pais, professores e estudantes”, completa Thaís Tolentino, coordenadora regional do Sinte/Joinville.

Usadas como laboratório em Santa Catarina por Deschamps - que assumiu recentemente a presidência do Conselho Nacional de Educação - estas medidas são a antessala da PEC 241 e da Reforma do Ensino Médio, que pretendem acabar com a educação pública e o serviço público.

Em Joinville, pais, professores e estudantes realizaram uma reunião nesta quarta (26), na E.B.B. Elpídio Barbosa, em protesto ao fechamento de turmas na instituição. Moradores do Parque Joinville, no Aventureiro, também preparam um ato para hoje (27), na Praça da Bandeira, contra a decisão do governo em fechar as turmas que usam as instalações da E.M. Prefeito Wittich Freitag.

Passando ainda por aprovação, as medidas promovidas pelos governos federal e estadual já começam a fazer suas vítimas: a população. Professores e estudantes serão realocados a escolas em outras localidades, sofrendo com gastos em transporte e provocando a superlotação de outras instituições de ensino.

É importante que, neste momento, toda a comunidade fique atenta e se mobilize contra os ataques à educação, aderindo às demandas de professores e estudantes.

O Sinte/Joinville dá seu apoio a esta luta e repudia qualquer tentativa de destruição do serviço público. 










Nenhum comentário:

Postar um comentário