Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

sábado, 5 de março de 2016

COLOMBO PRECARIZA AINDA MAIS AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS PROFESSORES ACTs

O ano de 2015 será difícil de ser esquecido! COLOMBO/PSD e seus aliados, deputados inimigos da educação votaram a nova lei dos ACTs precarizando ainda mais o contrato de trabalho desses trabalhadores. Na mudança os ACTs viram horistas, perdem a regência de classe e as próximas concessões de triênios, e mais:
- rebaixamento do salário; aumento da jornada de trabalho, diferença entre “hora-relógio” e “hora-aula”; contratação apenas por aula dada; atestado médico de um dia por mês.
Professora sendo agredida com spray de pimenta na ALESC
O Sinte/SC fez mobilizações e vigília durante mais de um mês na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) para evitar a votação desse novo projeto.  Apesar das grandes mobilizações da categoria, a votação ocorreu no dia 16/12. Neste dia, COLOMBO enviou para a ALESC o maior aparato policial já visto na história, foram mais de 150 policiais e tropa de choque. A categoria não recuou e infelizmente muitos professores foram agredidos. A polícia usou cacetetes e lançou spray de pimenta contra os trabalhadores; muitos desmaiaram, foram feridos, houve até costelas quebradas.
Esta precarização não acontece só em Santa Catarina. No Brasil, ano após ano, a educação tem sofrido diversos cortes orçamentários. Só em 2015 o governo Dilma/PT cortou mais de 10 bilhões de reais. Todos os Estados seguem a mesma lógica, deixando de lado um direito fundamental do trabalhador brasileiro e de seus filhos: o acesso a uma educação pública de qualidade. Em São Paulo ALCKMIN (PSDB) criara a “categoria O”, professor que fica a disposição da escola para cobrir faltas de professores, mas este só recebe quando algum professor falta e ele substitui o titular em sala de aula. Em Goiás, MARCONE PIRILLO (PSDB) pretende entregar parte das escolas públicas para a iniciativa privada, através das Organizações Sociais (OS).
Precisamos reagir a esses ataques à educação pública. A lei que trata da admissão do professor temporário, aprovada na ALESC em dezembro, que já está sendo aplicada pela SED, ainda não foi publicada.  Não se sabe ao certo se foi sancionada pelo governador. Isto dificulta ainda mais o entendimento de todo este problema pela categoria.
Os problemas não são poucos. Para enfrentarmos esta situação precisamos estudar e conhecer esta nova lei. O Sinte Joinville está promovendo um seminário para esta discussão. Convidamos todos professor@s ACTs a participar. Venha, tire suas dúvidas e ajude a construir um sindicato forte e de luta.
SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI DOS PROFESSORES ACTs.
Dia 16 de Fevereiro às 14h.

Local: Auditório do SINSEJ. Rua Lages, 84.

Nenhum comentário:

Postar um comentário