Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Sobre Reposição de Aulas – Relato da Reunião com a GERED

Com a suspensão da greve, os trabalhadores em educação estão preocupados com a reposição dos dias paralisados e a restituição dos valores descontados. Após quatro reuniões da mesa de negociação com o Sinte/SC, o governo se comprometeu a realizar a restituição integral dos valores descontados. Isso deverá ocorrer em folha suplementar em julho, mediante a apresentação do calendário de reposição e assinatura do termo de compromisso. Garantiu também que não ocorrerão descontos em função da greve no mês de junho.

No dia 10 de junho, o governo publicou uma portaria, impondo uma série de restrições para a reposição. Mesmo após as cobranças do Sinte, o governo afirmou que a redação da portaria nº18 não será alterada, entretanto, afirmou que poderá ocorrer a flexibilização respeitando a autonomia das escolas na elaboração de seus calendários de reposição, discutidos e aprovados em assembleias da comunidade escolar.

Diante das restrições impostas pela portaria e das inúmeras dúvidas por parte da categoria, solicitamos uma reunião com a Gerência de Educação para discutirmos a reposição. A reunião aconteceu na última quinta-feira (25/6), com a participação de Clarice Erhardt, Cláudio Fernando e Viviane Miranda pelo Sinte Regional; Marcelo Serafim do Sinte Estadual; Dalila Leal, Rosemari e Nélida pela Gerência.
Foram questionados e discutidos os seguintes pontos:
- Restrições da portaria: afirmaram que a portaria será seguida.
- Reposição aos sábados: a gerência afirma que a portaria só permite reposição para os terceiros anos, mas que as direções foram orientadas que, em caso de questões especiais poderiam incluir os sábados para todas. Outro problema seria a falta de transporte escolar e merenda aos sábados.
- Sexta aula: está liberada, pois a portaria não proíbe.
- Reposição para AEs, ATPs, Especialistas e Readaptados: pode ser cumprido horas a mais diariamente. Insistimos para que estes profissionais trabalhem em turno que a escola não funcione, mas a gerência não se comprometeu com esta possibilidade.
- Número de alunos em sala para a reposição ser válida: foi garantido que esta informação não partiu da gerência, que isto não procede. Cabe à escola ofertar a reposição e aos pais, garantir a presença dos filhos.
- Professores que foram substituídos, segundo professor e professor de sala substituído pelo segundo professor: será discutido pelo governo que dará a resposta na próxima mesa de negociação (30/6).
- CEJA e CEDUP: o governo apresentará uma orientação até o dia 10/7. Segundo a SED a portaria 18 não se aplica a estas instituições, mas orienta que as reposições já podem ser realizadas.

As faltas só serão retiradas da ficha funcional após a reposição.
Em caso de dúvidas, entrem em contato com o Sinte.


Por Direção Sinte Joinville.


Nenhum comentário:

Postar um comentário