Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

terça-feira, 21 de abril de 2015

Governo Colombo: reabra as negociações com o magistério.

O Sinte Joinville vem através desta, repudiar a atitude do governo do Estado de Santa Catarina que definiu com os gestores e diretores, consultar os professores que estão em sala neste momento, sobre possíveis alterações, mudanças, na nova proposta de plano de carreira do magistério.
Afirmamos que esta iniciativa deveria ser realizada com o Sindicato (SINTE) representante da categoria, denunciando desta forma a tática do governo de desmobilizar a greve do magistério que é legítima e legal. Assim exigimos que o Governo Colombo reabra o canal de negociação e valorize de fato o magistério.
Aos trabalhadores em educação que ainda não estão na greve, fazemos novamente o chamado de se juntarem ao movimento, fortalecê-lo e derrotar a política de desvalorização de nossa categoria. E que também não participe dando sugestões ao governo sobre o que deve fazer sobre nosso plano de carreira.
Lembramos ao governo do Estado, Gestores e Diretores de escolas quais nossos principais pontos de pauta:
- Pagamento do reajuste integral do piso na carreira, retroativo a janeiro de 2015, com descompactação da tabela salarial já;
- Não a incorporação da regência e contra a meritocracia incluída na proposta de pagamento do “incentivo de sala de aula”;
- Manutenção dos níveis de graduação e licenciatura curta na tabela salarial, mantendo a paridade entre ativos e aposentados;
- Revisão da lei complementar 456/09;
- Reversão das demissões e o fim dos casos de perseguições, assédios e processos administrativos contra professores e professoras. 


Um comentário:

  1. Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora.
    Siddharta Gautama
    Em resposta, disse Jesus: "Um homem descia de Jerusalém para Jericó, quando caiu nas mãos de assaltantes. Estes lhe tiraram as roupas, espancaram-no e se foram, deixando-o quase morto. Aconteceu estar descendo pela mesma estrada um sacerdote. Quando viu o homem, passou pelo outro lado. E assim também um levita; quando chegou ao lugar e o viu, passou pelo outro lado. Mas um samaritano, estando de viagem, chegou onde se encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele. Aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e óleo. Depois colocou-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte, deu dois denários ao hospedeiro e lhe disse: 'Cuide dele. Quando eu voltar, pagarei todas as despesas que você tiver'. "Qual destes três você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?" "Aquele que teve misericórdia dele", respondeu o perito na lei.
    Jesus lhe disse: "Vá e faça o mesmo".
    Lucas 10:30-37
    Interpretação da PARÁBOLA:
    O ASSALTADO: PROFESSORES DO ESTADO
    SACERDOTE: RAIMUNDO COLOMBO
    LEVITA:EDUARDO DESCHAMPS
    SAMARITANO: VOCÊ,PROFESSOR(A) QUE NÃO ENTROU NESTA GREVE,AO LADO DOS(AS) COMPANHEIROS(AS).

    ResponderExcluir