Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Ato adia leitura da MP e antecipa Assembleia Estadual.

Nesta terça feira o magistério catarinense mostrou mais uma vez sua força. Aproximadamente 500 pessoas estiveram na ALESC e conseguiram barrar a leitura da MP 198 que retira direitos dos professores ACTs e os transforma em horistas. É importante ressaltar que é uma importante vitória, mas parcial. A Comissão de Constituição e Justiça pode chamar uma sessão extraordinária e encaminhar o projeto as outras comissões e ao plenário. Por isso não depositamos nenhuma confiança nos deputados. 

O Ato também serviu para pressionarmos a direção majoritária do Sinte Estadual a antecipar a Assembleia Estadual. Política unitária de nossa direção regional com outras regionais do estado que surtiu efeito. Portanto não é verdade a expressão da nota da Executiva onde diz: "Em virtude do adiamento da leitura da MP 198/2015 pela Comissão de Constituição e Justiça e o seu encaminhamento para a leitura e admissibilidade no dia 03/03/2015 o SINTE/SC, vem através desta convocar o Magistério Público Catarinense para um ato às 9 horas na Assembléia Legislativa  e Assembléia Estadual a ser realizada nesta mesma data, as 14 horas em Florianópolis na Praça Tancredo Neves". 

A Maioria da direção estadual frente a grande pressão das regionais presentes se viu obrigada a recuar e adiantar a assembleia estadual para dia 03 de março, próxima terça feira. Uma vitória maiúscula dos lutadores do magistério que não aceitam a proposta salarial do governo, muito menos o ataque aos direitos dos professores ACTs.

Assim já convocamos tod@s a participar das atividades no dia 03-03. 

O SINTE disponibilizará quantos ônibus forem necessários. 

À LUTA COMPANHEIR@S!












Um comentário:

  1. Eu estive e estarei lá dia 03/03, pois conforme o texto acima, a direção estadual cutista não dá a mínima aos nossos pleitos, já ganhos, mas não implementados por esse des-governo irresponsável, não sendo cobrados por essa direção inescrupulosa. Se não fossem quase estes 500 abnegados por uma Educação Pública, Gratuita, de Qualidade e Acessível a todos, esses 'pelegados' da CUT e CNTE não adiantariam para 03/03 nossa Assembleia Estadual que deflagará greve por tempo indeterminado. O que tinha que esperar desse des-governo e dessa pseudo-direção estadual já passou dos limites!!!
    À luta sempre.

    ResponderExcluir