Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Boas vindas aos novos companheiros da rede estadual

Acontece hoje, 05/02, a partir das 14 horas, em várias cidades de Santa Catarina, a posse de novos professores efetivos, que ingressaram no magistério catarinense através do Concurso Público de 2012. Estes profissionais só foram chamados graças a luta do SINTE/SC, que acordou a realização desse pleito na greve de 2011. Já em 2013, o sindicato impetrou ação judicial para que o Governo cumprisse o edital para que todas as vagas anunciadas fossem preenchidas.

Professores

O SINTE/SC está aqui para alertá-los de que nossas conquistas nunca foram fáceis, e sempre se deram com muita luta. A posse dos/as professores/as que está acontecendo agora é possível pois o concurso de ingresso, que não ocorria há mais de oito anos, foi um dos pontos de reivindicação da greve de 2011.

Apesar do grande número de contratos temporários, o concurso só aconteceu em 2012 com apenas duas mil vagas sendo oferecidas, mesmo assim, o estado não cumpriu o que estava estabelecido no edital, sendo necessário que o SINTE impetrasse uma ação judicial obrigando o governo a preencher quantidade de vagas anunciada. Para se ter uma ideia da defasagem de professores/as em 2012 o governo fez mais de 22.000 contratos temporários.

O momento que estamos vivendo é de tensão pela modificação da Lei do Piso. Neste sentido o governo federal cedeu à pressão dos governadores e prefeitos e o percentual aprovado pelo MEC de reajuste do piso ficou em 8,32% bem abaixo dos 19% previstos.

O SINTE/SC não aceita a proposta feita pelo governo de reajuste de forma parcelada e linear. Pois o Estado não considera o pagamento do Piso na carreira, não reconhece 1/3 de hora atividade na jornada, nem os percentuais do piso não repassados à categoria em anos anteriores e não garante a isonomia dos reajustes feitos, desta forma mantém a tabela compactada.

Queremos o pagamento do reajuste de 2014 integral, imediato, na carreira e retroativo a janeiro. O Magistério Catarinense não pode e não vai continuar sendo ludibriado pelo discurso falacioso do governo que alega falta de verba.

Por isso conclamamos você a juntar-se aos milhares de profissionais do magistério que lutam pela sua valorização e por uma educação pública, de qualidade, para todos/as.

FILIE-SE AO SINTE/SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário