Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Sinte Joinville participa de audiência com secretário


Representação de Joinville reuniu com Eduardo Deschamps e pediu solução imediata para o fechamento das extensões e de escolas na região

 
Na última quarta-feira (12/12), em Florianópolis, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE/SC), SINTE Regional Joinville, da União Joinvilense dos Estudantes Secundaristas (UJES) e parlamentares de Joinville se reuniram com o secretário estadual de educação, Eduardo Deschamps para discutir a situação das escolas estaduais da região norte.

Durante a reunião foi cobrado do secretário urgência na reforma e construção de novas escolas em Joinville e região, lembrado que já se contabiliza 11 escolas interditadas pela Vigilância Sanitária. Foi cobrada também uma posição do secretário sobre o fechamento das extensões em Joinville.

 Em resposta o secretário apresentou o mesmo discurso dos outros representantes do governo de Santa Catarina, culpando a Vigilância Sanitária pela situação. Disse mais uma vez que grande parte das verbas da educação é destinada ao pagamento do magistério.  Informou que o estado deve receber recursos do BNDES na ordem de R$ 300 milhões para as obras. Disse também, que os recursos destinados à SED pelo MEC, na faixa de R$ 120 milhões, só podem ser investidos em construções de novas escolas ou de ginásios de esportes e não para as reformas.

 Sobre as extensões, o secretário declarou-se contrário a sua manutenção e disse que o ideal é fechar as mesmas e colocar os alunos em escolas com estrutura adequada.

 Para a representante do Sinte Joinville, Maria da Consolação Pereira as extensões devem ser mantidas até a construção de novas escolas, como prometido pelo governo. “O fechamento das extensões prejudica toda a comunidade escolar dos bairros e impossibilita que o aluno estude perto de sua casa, desrespeitando a lei de zoneamento”, argumenta.

 Da mesma forma, um dos vereadores presentes, o vereador Adilson Mariano, membro da Comissão de Educação na Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ), questionou o secretário e afirmou que as estruturas das extensões estão em situação melhor que as escolas estaduais na região.

 Ao final da reunião a representação de Joinville entregou nas mãos do Secretário, um dossiê da situação das escolas no município.

 Para o Sinte, ficou claro a postura intransigente do secretário Eduardo Deschamps, que mais uma vez não demonstrou compromisso com a educação, ao não atender as reivindicações da comunidade escolar transferindo o problema para outras instâncias, chegando a culpar os Trabalhadores em Educação pela situação.

Um comentário:

  1. Meus amigos, todos nós sabemos que este sr. e as pessoas que o acessoram demonstram uma desmedida incompetência e incongruência no que tange à EDUCAÇÃO em todos seus viéses. Nunca este des-governo foi tão incapaz e incoerente em todas as instâncias, inclusive as afetas ao Judiciário. Essas pessoas estão no cargo só para receber o salário, que diga-se: é muito pelo pouco que tentam fazer.
    Ainda fica uma incógnita!!!???? O porquê que pessoas com cargo público não podem ser impedidas de exercê-lo, quando demonstram incompetência para tal? É a indicação da politicalha partidária?
    Esse des-governo brinca quando o assunto é saúde, educação e segurança, até quando?
    Abraços, que a luta continua.

    ResponderExcluir