Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

domingo, 23 de dezembro de 2012

PROJETO DE LEI PARA ELEIÇÃO DE DIRETORES NAS ESCOLAS DO ESTADO NÃO SERÁ VOTADO ESSE ANO


Eleição democrática nas escolas será mesmo? O projeto de Lei do Deputado Merísio deveria estar na pauta de votação de hoje, encerrando os trabalhos do legislativo em 2012, e votado no apagar das luzes da câmara, contudo, ainda existem muitos questionamentos acerca do mesmo, principalmente com relação ao conceito de democracia apresentado. Sendo assim, a Diretoria Executiva do Sindicato antecipando os possíveis desdobramentos do caso, e como a gestão democrática é uma bandeira de luta histórica do SINTE, protocolou ofício na Assembleia, no último dia 27 de novembro, solicitando audiência para discutir o projeto.

Além disso, ontem, 18/12, membros da diretoria do SINTE/SC estiveram na ALESC, juntamente a outras 30 entidades para entregar documento, pedindo abertura e instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI para investigar os atos decorrentes dos contratos de gestão firmados com Organizações Sociais (OSs) para a prestação de serviços no Estado. Aproveitando o momento, os dirigentes entregaram nas mãos do relator do projeto Deputado Doia Guglielmi documento solicitando que o mesmo não seja votado neste ano, bem como uma proposta de projeto elaborado pelo Sindicato, pois a aprovação de tal Lei seria uma afronta à educação, já que não houve uma construção coletiva, e tanto categoria, quanto a comunidade escolar não foram consultadas.

O SINTE ainda articulou pelo cancelamento desta votação com outros Deputados, lideres de bancada. Segundo fontes da Assembleia, o próprio Governador não quer que o projeto seja votado esse ano, pois se o mesmo for aprovado em 2013, só terá validade a partir de 2014, sendo assim haverá tempo para a capitalização dos votos dos indicados aos cargos, para as eleições ao Governo do Estado.

Vale ressaltar que o SINTE/SC é totalmente a favor de um projeto de Lei que traga de fato a Gestão Democrática para as escolas, contudo, o mesmo deve ser amplamente discutido, e o modelo apresentado hoje não contempla a tão sonhada democracia na escola.

Fonte: SINTE/SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário