Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Concurso Público do Magistério do Estado é de faz de conta

A partir das escolhas de vagas dos aprovados no Concurso Público de ingresso no Magistério de 2012, ficou ainda mais claro que a intenção do Governo não era de suprir a grande necessidade de contratação de professores efetivos em SC, mas apenas de mostrar a sociedade e a categoria que após oito anos cumpriu a reivindicação feita ano após ano pelo SINTE/SC.

Ao oferecer apenas dois mil vagas, o crônico problema da falta de profissionais habilitados nas escolas está longe de ser resolvido. pois pelos dados do próprio Governo, este número é de pelo menos 10 mil,. Além disso, a carga horária oferecida para a escolha é de apenas 10 horas, e sabemos grande maioria dessas vagas tem carga horária superior a 40 horas, mais de uma vaga por disciplina, deixando claro, que o Governo não está levando em conta o número de professores/as necessários para que tenhamos uma educação de qualidade.

A prova deste faz de conta, é que no momento da escolha, o candidato interessado em uma carga horária maior já recebia um documento da GERED para apresentar na escola solicitando a alteração. O grande engodo da situação é que esta alteração só poderá ser feita de forma temporária, conforme o estabelecido pelo Decreto 4622/2006. Na realidade o a aprovado/a só poderá se efetivar em 10 horas para quem trabalha do 6º ao 9º ano e ensino médio e 20 horas para os anos iniciais. Os/as candidatos/as que fizeram alteração temporária em vaga vinculada perderão as aulas no momento do retorno do/a titular.

A expectativa do Sindicato é de com a escolha dos trabalhadores ACTs, as vagas excedentes apareçam, confirmando assim as suspeitas da entidade desde o início da publicação do edital para o concurso de ingresso, para nós propositalmente as vagas não foram abertas para o concurso, para serem disponibilizadas aos trabalhadores temporários.

O SINTE/SC vem recebendo estas denúncias de profissionais aprovados no concurso em todo o Estado, e se manterá vigilante na defesa dos interesses dos trabalhadores e no devido momento, tomará medidas políticas e jurídicas que se fizerem necessárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário