Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

terça-feira, 12 de junho de 2012

SINTE marca audiência com Secretário Deschamps

A Diretoria Executiva do Sindicato agendou para a próxima quinta-feira, dia 14 de junho, às 10 horas da manhã, na Secretaria de Estado de Educação, uma audiência com o Secretário Eduardo Deschamps.
O encontro tem por objetivo discutir a seguinte pauta:

1 – Garantia de reposição dos dias parados e suspensão dos descontos;

2 - Revisão da Lei dos ACTs;

3 - Realização de concurso público de ingresso;

4 - Discussão sobre a situação das Escolas Estaduais

O SINTE pretende ainda, colocar na reunião, as questões do reajuste do piso e a descompactação da tabela, para que o sindicato possa repassar as informações ao Conselho Deliberativo, que tem representantes de todas as regionais, e com isso definir os caminhos que a categoria deve seguir para alcançar seus objetivos.

A expectativa do sindicato é de que com a aproximação do final das negociações com o CONER, que o Secretário encaminhe soluções para as reivindicações do magistério catarinense.

Um comentário:

  1. Todos nós já sabíamos que esse tal "coner", criado pelo sr. Semchampa, num ato desesperado de governo, era para continuar ludibriando a opinião pública e a maior parte da classe do magistério como se tivesse algo de concreto dentro da legalidade para mostrar o estado de direito. Entretanto e, infelizmente, a sociedade catarinense não está preparada para filtrar as informações vinculadas pelo governo, pois acredita em quase tudo sem esboçar uma análise crítica dos fatos que estão nas ações de direito.
    Passaremos mais um ano de enrolação dentro e fora das escolas, porque este des-governo não tem uma política educacional séria e temporal que venha ao encontro dos anseios científicos das gerações que ora se "deformam"! Está preocupado meramente com números e estatística!
    Se nos atermos pura e simplesmente na questão educacional, observamos que o governo suspende "reuniões" que são de interesse social da categoria e faz vistas grossas nas ações da Educação, que foi aludida como uma bandeira de governo. Mera falácia.
    Esperamos que os governantes e legisladores tenham o mínimo de respeito e legitimidade com o povo catarinense e a classe que forma os cidadãos deste Estado.
    "Os poderosos poderão esmagar as rosas, mas não deterão o resplendor da primavera".
    Abraços.

    ResponderExcluir