Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

quinta-feira, 26 de abril de 2012

SINTE quer negociar e o Governo fecha as portas - Veja o ofício!

"​​De ordem do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, em resposta ao Oficio n°103/2012, de 25-04-2012, informamos o que segue.


​​Ao longo dos últimos 12 meses, o Governo de Estado de Santa Catarina sempre procurou manter o diálogo e as negociações abertas com os representantes do Magistério Público Estadual para a construção de um processo de valorização dos profissionais da Educação de Santa Catarina.

​​Durante este processo, muitos avanços foram realizados, tais como a garantia de que nenhum professor em Santa Catarina tenha vencimento básico abaixo do valor do piso nacional e a proposta de um plano de revitalização da Carreira do Magistério (descompactação da tabela) que garanta ganho salarial sustentável a todos os professores catarinenses.

​​Esta manutenção constante da abertura ao diálogo e à negociação sempre teve como pano de fundo evitar paralisações da categoria, que levam a prejuízos irreparáveis para os estudantes e a sociedade, além de criar um clima de instabilidade nas unidades escolares que dificultam a construção de um saudável ambiente de ensino-aprendizagem.

​​Lamentavelmente, o Governo viu todo este esforço pela negociação ser interrompido bruscamente por uma decisão unilateral por parte de representantes da categoria, ao decretar a greve iniciada na última segunda-feira.

​​Além de interromper as negociações, a greve ocorre em um momento no qual o Estado precisa entrar em um processo de ajuste do seu orçamento em virtude da queda de receitas projetadas com aprovação da Resolução nº 72 pelo Senado Federal.

​​Assim sendo, considerando a disposição de ambas as partes de manter abertos os canais de comunicação, o Governo convida as lideranças sindicais a apresentarem um gesto de boa vontade pelo diálogo, encerrando a greve ainda esta semana, para que imediatamente sejam restabelecidas as conversações já no início da próxima semana.

​​E que, através deste processo, possamos construir um pacto pela educação catarinense para garantia de um processo de ensino de qualidade a todos os estudantes de Santa Catarina.

​​Atenciosamente,

DECIO AUGUSTO BACEDO DE VARGAS
Coordenador Executivo de Negociação e Relações Funcionais

EDUARDO DESCHAMPS
Secretário de Estado da Educação

Fonte: SINTE/SC

Um comentário:

  1. Bom dia! Seria interessante, nós Professores ir-mos até Brasília exigir que o Governo Federal,faça-se cumprir sua ordem diante dessa situação em Santa Catarina,porque não montar varias caravanas para uma ação nesse sentido? Uma vez na história foi tirado de seu poder um Presidente do Brasil,e essa ação foi feita por estudantes,e hoje muitos daquela época pode ser que sejam professores,pode ser bobagem essa sugestão,mas o número de educadores que faz parte dessas ações é ótimo para esse tipo de ação. Certo que assim como tiraram um presidente,outros fizeram do mesmo Senador da República. Mas, poderia ser mais uma ação justa no País do Faz de Conta.

    ResponderExcluir