Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

quinta-feira, 2 de junho de 2011

E agora?

Coluna Paulo Alceu
02/06/2011

Enquanto o governador Raimundo Colombo e comitiva conversavam com o ministro da Educação Fernando Haddad, a ministra Ideli Salvatti entrou no gabinete apresentando-se como líder sindical. Acompanhou a conversa e se meteu criando certos embaraços quando o assunto girou em torno dos recursos do Fundeb. O procurador-Geral Nelson Serpa explicou como é feito o cálculo que é utilizado por mais seis estados. Ou seja, recursos do Fundeb, que são para atender exclusivamente a educação, estão sendo repassados aos Poderes. O ministro Haddad respaldado pela ministra Ideli considerou um erro e cobrou. O governador Colombo inclusive destacou que o Fundeb, saindo da conta única, sobraria cerca de R$ 300 milhões, exatamente o dinheiro que foi buscar no Ministério e não conseguiu porque segundo Haddad o Estado tem condições de honrar com os pagamentos da Educação, diferente de outros 11 estados que necessitam de apoio financeiro. E daí o que ficou resolvido? O governador Colombo gostaria que fosse diferente. Não foi por questões técnicas, enquanto a ministra Ideli Salvatti atirou dizendo que o Ministério da Educação vai resolver o problema político e financeiro que o governador não resolveu evitando desgastes com os Poderes. Ou seja, o ministro Haddad irá à Secretaria do Tesouro Nacional para solucionar o problema do Fundeb. Sobre o acórdão a expectativa é de que a presidente Dilma Rousseff intervenha para acelerar a publicação. O dinheiro que o governo deseja não conseguiu, mas tem caminhos para encontrá-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário