Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Colombo em Joinville

 Comando de greve do Sinte Joinville e trabalhadores “recebem governador”

Foto: Jaqueline Machado
Cerca de 150 Trabalhadores em Educação cobraram do Governador Raimundo Colombo a implementação do piso na carreira em evento realizado hoje 20/06 na Expoville.

 Todos aguardavam a chegada da comitiva do governo e já tinham o discurso afiado, exigindo o Piso Nacional sem perdas.

Um princípio de tumulto aconteceu, pois alguns seguranças não permitiram a entrada dos trabalhadores no portão principal da Expoville, mas felizmente a situação foi contornada.

O Secretário da Educação Marco Tebaldi que não estaria presente no evento, apareceu. Ameaçou vir de encontro ao movimento grevista, mas ao perceber as vaias, entrou rapidamente no pavilhão.

Por volta das 17:40h a comitiva do governo chega e o comando de greve estabelece imediatamente o diálogo com o Governador cobrando seu comprometimento com a educação catarinense.

A coordenadora do Sinte Joinville, Profª Clarice Erhardt, cobrou do governador Raimundo Colombo o Piso Nacional respeitando a carreira para que os Trabalhadores em Educação voltassem ao trabalho. Logo depois o professor Atílio Vicente questionou a posição de Colombo.  “Nós queremos compromisso e estamos com o salário defasado em 94%” diz.

O comando de greve do Sinte Joinville pediu ao governador que reiniciasse o diálogo com o comando de greve Estadual, buscando uma solução imediata para o fim da greve.

O mesmo discurso

Foto: Prof. Gustavo
Novamente Raimundo Colombo faz o mesmo discurso. –Já pagamos o piso! Quando cobrado por uma nova audiência com o comando de greve para esta semana, o Governador tenta se esquivar e diz que é preciso manter o diálogo. –Temos que ver o lado do governo, justifica.

Sem paciência os trabalhadores encerraram o diálogo com palavras de ordem: É greve... é greve... é greve até o Colombo pagar tudo o que nos deve!

Para o Sinte esse tipo de posição do governo não convence os Trabalhadores em Educação.  O governo vem jogando na imprensa (que é sua maior arma) propagandas fantasiosas desperdiçando dinheiro público.

Estamos nos deparando e conhecendo realmente a face desse governo.  Ele veio para massacrar a categoria e inviabilizar totalmente a carreira do magistério, desrespeitando a Lei Federal. Nossa luta é justa, o Piso Nacional é justo, conquistados com muita pressão, suor, lágrimas e sangue! Por isso nossa luta é até o fim!

2 comentários:

  1. O Colombo é muito sem noção em fazer os professores esperarem 20 anos por melhoria salariais!!! Lembre-se que seu mandado é de 4 anos e meu e de 35 anos a diferença é gritante !!!

    Pague já o que é devido a nossa categoria!!!

    ResponderExcluir
  2. Caros companheiros de luta! Como o (des)governo de Colombo tem se mostrado intransigente e não quer dialogar, é chegada a hora de radicalizar o movimento. Tá na hora de usarmos todos os recursos legais disponíveis e mostrar definitivamente a toda sociedade catarinense nossa realidade e, dessa forma, desmascarar esse governo fascista. A LUTA CONTINUA. A GREVE É LEGAL. ILEGAL E IMORAL É O GOVERNO COLOMBO.

    ResponderExcluir